Maria Anna Thekla "Bäsle" Mozart (1758-1841)


Maria Anna Thekla Mozart nasceu em Augsburgo, Alemanha, em 25 de setembro de 1758, filha de Franz Alois Mozart (1727-1791) - irmão de Leopold Mozart - e Maria Viktoria Eschenbach (1727-1808).

Mozart conheceu sua prima, a quem apelidou de Bäsle, em outubro de 1777, quando viajava em direção a Paris em companhia de sua mãe. "Nossa Bäsle é bonita, charmosa, esperta e alegre [...] Nós nos damos muito bem juntos." (carta ao pai de 16 de outubro de 1777).

Quando Mozart seguiu viagem e chegou a Mannheim, começou uma curiosa correspondência com sua prima, recheadas de brincadeiras grosseiras e termos um tanto quanto sujos, que, embora sem nenhuma alusão sexual, gerou muitas especulações por parte dos biógrafos de que Mozart e Bäsle teriam sido muito mais do que amigos. As respostas de Bäsle não sobreviveram, mas é notório que elas eram no mesmo tom, e as cartas do primo a divertiam muito.

Qualquer afeição que pudesse haver entre eles foi porém esquecida assim que Mozart conheceu a família de Fridolin Weber, e apaixonou-se por sua filha Aloisia, como admitiria mais tarde. Mozart passou quase todo o ano de 1778 sem se corresponder com a prima, e quando o fez, pediu desculpas por seu silêncio e inventou uma história para justificar mais uma longa espera por outra carta: a de um pastor que fez passar por uma ponte suas onze mil ovelhas; Bäsle teria de esperar que as ovelhas chegassem ao outro lado do rio.

Em janeiro de 1779 Mozart pediu que sua prima viesse encontrá-lo em Munique (foi nesse período que Mozart teria sido rejeitado por Aloisia Weber) para que seguissem viagem juntos para Salzburgo, onde Bäsle conheceria seus parentes. Ela deve ter deixado Salzburgo por volta de maio daquele ano.

Das cartas posteriores à sua prima, sobreviveram somente três (embora pareça ter havido mais cartas): maio de 1779, abril de 1780 e novembro de 1781, sendo as duas últimas despidas de qualquer brincadeira.

No ano de 1784 Bäsle seguiu o destino de tantas outras filhas de Augsburgo, dando à luz uma filha ilegítima com o Barão Theodor Franz de Paula Reibeld (1752-1807) um cônego da Catedral de Augsburgo. A criança chamava-se Maria Josepha (1784-1842) e foi batizada em 22 de fevereiro. No ato de batismo, a mãe foi registrada como "Trazin" (as quatro primeiras letras são um anagrama das quatro últimas letras do nome Mozart), e o pai como "Ludwig Berbier".

Em 31 de maio de 1802 Maria Josepha casou-se com Franz Joseph Streitel (1771-1854). O casal mudou-se para Kaufbeuren em 1812 e para Bayreuth em 1814, e nessas mudanças Bäsle os acompanhou.

Maria Anna Thekla Mozart faleceu em Bayreuth em 25 de janeiro de 1841.


Parentes e amigos

Index