Francesco Carattoli (c.1704-1772)


Francesco Carattoli (ou Caratoli) nasceu em Modena em 1704 ou 1705. Carattoli, após cantar em Trieste, chegara a Viena provavelmente em 1763, onde sua carreira como baixo-buffo teve muito sucesso, embora suas atuações fossem ocasionalmente caricaturais.

Em 1768 Mozart, então com doze anos, escreveu o papel de Don Cassandro para Carattoli na ópera La finta semplice K.51/46a, mas esta não foi aos palcos devido a diversas intrigas, inclusive dos próprios cantores. Aparentemente, Carattoli não estava envolvido no boicote à ópera, pois, segundo Leopold escreveu ao Imperador Joseph II, o cantor estava impressionado com La finta semplice e ansioso para fazer parte dela.

Entre os papéis que Carattoli interpretou em Viena, estavam: Governatore di Malmantile em Il mercarto di Malmantile de Domenico Fischietti em 15 de maio de 1763; Asdrubale em La schiava de Niccolò Piccini em 20 de abril de 1765; Fabrizio em Il viaggiatore ridicolo de Florian Gassmann em 1766; Bernardo em L'amore artigiano de Gassmann em 1767; e Nardone em Le contadine bizarre de Piccini em 1767.

Além de Viena, Carattoli cantou em Milão. Segundo Charles Burney, após uma apresentação do pasticcio La lavandara astuta naquela cidade em julho de 1770, "Carattoli divertiu muito o público com sua atuação e humor, embora local, e que não agradaria na Inglaterra."

Francesco Carattoli faleceu em Viena em 22 de março de 1772.


Parentes e amigos

Index