Franz Peter Joseph Kymli (c.1748-c.1813)


Franz Peter Joseph Kymli nasceu em Mannheim, em aproximadamente 1748. Ele estudou pintura naquela cidade e lá conheceu a família Weber, da qual foi amigo próximo por vários anos.

Em junho de 1775 ele foi estudar pintura em Paris; no ano seguinte, Kymli foi contratado como pintor da corte do Eleitor Paladino Karl Theodor. Ainda em 1776, ele exibiu  suas pinturas no Salon du Colisée em Paris.

Quando esteve em Paris em 1778, Mozart foi apresentado ao pintor, e eles se tornaram bons amigos. Isso não se deve somente ao fato de Kymli ser "um sujeito extremamente amigável" (carta de Mozart ao pai em 18 de julho), mas especialmente por ele ter sido um grande amigo dos Weber. "Ele teve a sorte e o prazer de tê-la carregado nos braços em várias ocasiões e de beijá-la centenas de vezes quando a senhora ainda era bem pequena [...]," escreveu Mozart a Aloisia Weber em 30 de julho. "Ele nunca cansa de falar na senhora, e quanto a mim, também nunca consigo parar de fazê-lo."

Kymli exibiu suas pinturas com freqüência no Salon de la Correspondance entre 1779 e 1787. Ele pintou retratos do Imperador Joseph II, do Príncipe de Ligne (1735-1814) e Pierre Pomme, médico de Louis XVI, além de três auto-retratos.

Em 1789 Kymli recebeu o cargo de conselheiro da comunidade paladina em Paris. Ele foi demitido pelo novo Príncipe-Eleitor Maximilian IV Joseph em 1799.

Kymli continuou a residir em Paris, onde faleceu em cerca de 1813.


Parentes e amigos

Index