Rosina Cannabich Schulz (1764-d.1808)


Rosina Theresia Petronella Cannabich, ou Rosa Cannabich, nasceu em Mannheim e foi batizada em 18 de março de 1764. Filha de Christian Cannabich e Marie Elisabeth de la Motte, Rosina estudou piano com professores locais.

Mozart conheceu os Cannabich em Mannheim, no final de 1777, e foi crítico com a técnica pianística de Rosina: "Ela tem grande aptidão e aprende muito rápido. Sua mão direita é boa, mas a esquerda, infelizmente, está completamente arruinada.", e descreve as técnicas que usaria para resolver esse problema. Mozart começou a aulas de piano para Rosina, e talvez para agradar a Cannabich (que era diretor da Orquestra de Mannheim na época), escreveu uma sonata para a filha, talvez K.309/284b, cujo Andante tencionava retratar seu caráter.

Em 6 de dezembro de 1777 Mozart escrevia para casa informando que Mlle. Cannabich havia tocado a sonata de maneira excelente no dia anterior, arrancando lágrimas de todos os presentes. Na mesma carta ele acrescenta: "Ela é uma menina muito séria, não fala muito, mas quando o faz é de uma maneira charmosa e amigável.", e que "ela é muito bonita e bem comportada". Essa carta faz supor que Mozart a cortejasse na época, mas quaisquer que fossem os sentimentos de Rosina a respeito, as intenções de Mozart mudaram totalmente quando ele conheceu Aloisia Weber, jovem soprano também residente em Mannheim.

Rosina tocou o Concerto para piano N.6 em Si bemol maior K.238 no concerto de 12 de fevereiro de 1778 na residência de seus pais. Ela também tocou o primeiro piano no Concerto para três pianos K.242 "Lodron" (Aloisia Weber tocou o segundo e Therese Pierron o terceiro).

Quando estava em Paris, Mozart escreveu a seu pai que, graças às aulas que deu a Rosina, "ela pode tocar agora em qualquer lugar. Para uma moça de catorze anos e uma amadora, ela toca muito bem."

Pouco de sabe ao certo de sua vida posterior a essa época, senão que seu nome de casada era Schulz. Uma certa Madame Schulz tocou em São Petersburgo, Rússia, em 13 de fevereiro e 12 de março de 1788, 20 de outubro de 1790 e 23 de janeiro de 1793, anunciada como ex-aluna de Mozart. Supõe-se, portanto, que seja a própria Rosina. Sabe-se também que Madame Schulz tocou, no concerto de 20 de outubro de 1790, um concerto para piano de Mozart e uma de suas próprias composições.

Rosina Cannabich Schulz faleceu após 1805, provavelmente em Wro¢law.


Parentes e amigos

Index