Venanzio Rauzzini (1746-1810)


Venanzio Rauzzini foi batizado em Camerino, próximo a Roma, em 19 de dezembro de 1746. Soprano castrato, estreou em Il finto astrologo de N. Piccini em Roma em 1765. Posteriormente cantou em diversas cidades como Munique (1766 e 1768-72), Viena (1767) - onde cantou na ópera Partenope de Hasse - e em cidades da Itália (1772-4). Rauzzini também era compositor e sua ópera mais conhecida, Piramo e Tisbe, estreou em Munique, 1769.

 

Mozart e seu pai Leopold o viram pela primeira vez em Viena, 1767, quando Rauzzini cantava na ópera Partenope de J. A. Hasse. Mais tarde Mozart trabalharia com o cantor, criando para ele o papel de Cecilio em sua ópera Lucio Silla K.135, que estreou em Milão, 26 de dezembro de 1772. Nessa ocasião, Rauzzini, segundo Leopold, causou a inveja da prima donna Anna de Amicis (que então fazia o papel de Giunia), quando ele foi calorosamente aplaudido pela Arquiduquesa Maria Beatrice Ricciardia quando ele entrou no palco. O motivo disso teria sido o fato de que Rauzzini anteriormente tivera feito a Arquiduquesa acreditar que ele tinha um medo terrível de palco e necessitava de encorajamento. "Uma típica intriga de castrato", qualificou Leopold. Apesar desse incidente, os Mozart pai e filho admiravam Rauzzini.

 

Mozart também escreveu para Rauzzini o moteto Exsultate, jubilate K.165/158a, que a estreou em 17 de janeiro de 1773.

 

Outro admirador de Rauzzini era Charles Burney, que escreveu que ele não só era "um cantor fascinante, de aparência agradável e bom ator; mas era também um excelente contrapontista e cravista, mais do que qualquer cantor pode ser." Em 1774 Rauzzini mudou-se para a mesma pátria de Burney, a Inglaterra. Lá ele passaria o resto de sua vida, e teria alunos que mais tarde se tornariam famosos, como John Braham, Michael Kelly e Nancy Storace.

 

Rauzzini cantou no King's Theatre por alguns anos, tanto em óperas suas como de outros compositores. Em 1777 ele mudou-se para Bath, onde organizou vários concertos, cantando em vários deles.

 

Venanzio Rauzzini faleceu em Bath, em 8 de abril de 1810 e foi sepultado na Abadia de Bath.


ARQUIVOS MIDI:

 

Exsultate, jubilate K.165/158a: Tu virginum corona


Parentes e amigos

Index