Maria Therese Pierron (1761-d.1798)


Maria Therese Pierron foi batizada em Mannheim, 27 de dezembro de 1761, filha de Dominik Pierron. Seu pai, valete do Karl Theodor, foi assassinado pouco antes de junho de 1764 por Dr. Bechtel médico do Príncipe-Eleitor.

Therese foi adotada pelo Conselheiro Anton Joseph Serrarius, e recebeu uma educação sumária, incluindo aulas de piano desde 1769, aproximadamente.

Quando Mozart esteve em Mannheim com sua mãe Anna Maria, hospedou-se em 12 ou 13 de dezembro de 1777 na residência de Serrarius. Os Mozart não pagavam aluguel, lenha e velas, e em troca Mozart dava aulas de piano à jovem Therese.

Therese evoluiu bastante sob a orientação do compositor, e em 14 de janeiro de 1778 ela tocou o Concerto para piano N. 8 "Lützow" em dó maior K.246 na residência de Serrarius. Ela provavelmente tocou esse mesmo concerto em 23 de fevereiro. Therese também participou do concerto de despedida de Mozart em 12 de março na residência de Christian Cannabich, tocando o relativamente fácil terceiro piano do Concerto para três pianos N. 7 "Lodron" em fá maior K.242 com Rosina Cannabich e Aloisia Weber.

Dois anos mais tarde, em 1780, Therese conheceu o ator August Wilhelm Iffland (1759-1814), que viria a se tornar um dos atores alemães mais célebres de seu tempo. Ele fora contratado em 1779 pelo Conde Seeau e se apaixonara por Therese. Em carta a sua irmã Louise, em 8 de novembro de 1780, Iffland descreveu-a da seguinte maneira: "Recato e graça em cada movimento; cabelo loiro, vestida com muita simplicidade. Grandes olhos azuis; um nariz que não é belo, muito arrebitado; suas maçãs do rosto formam duas covinhas; um queixo esplêndido. Um sorriso tal que induziria um tigre faminto a libertar sua presa. Uma tez de leite e rosas."

Alguns anos mais tarde, porém, Therese casou com Georg Heinrich Schwendel. Ela faleceu após 1798.


Parentes e amigos

Index