Vincenzo Calvesi (?-?)


Tenor de origem italiana, Vincenzo Calvesi fez carreira em diversas cidades italianas antes de ser contratado em Viena com sua esposa Teresa em 1785. Ele estreou no papel de Sandrino em Il rè Teodoro in Venezia de Paisiello em 20 de abril, tornando-se imediatamente um dos cantores preferidos e mais bem pagos da companhia.

 

Ele cantou em Viena até 1788, e foi contratado novamente em 1789-92 e 1793-94. Sua esposa Teresa cantou em Viena nos períodos de 1785-88 e 1799-1803.

 

Os vienenses e os críticos o admiravam por sua voz melíflua e técnica excelente. Vincenzo Calvesi cantou nos seguintes papéis: Artemidoro em La grotta di Trofonio de A. Salieri (12 de outubro de 1785); Conte em La villanella rapita de F. Bianchi (25 de novembro de 1785); Giovanni em Una cosa rara de Martín y Soler (17 de novembro de 1786); Endimione em L'arbore di Diana de Martín y Soler (1º de outubro de 1787); Ferrando em Così fan tutte K.588 de Mozart (26 de janeiro de 1790); e Marchese Celidoro em La bella pescatrice de P. Guglielmi (26 de abril de 1791).

 

Além do papel de Ferrando em Così fan tutte, Mozart escreveu para um quarteto, Dite almeno in che mancai K.479 (para Mandini, Bussani, Calvesi e Celeste Coltellini) e um trio, Mandina amabile K.480 (para Mandini, Calvesi e Celeste Coltellini) para a estréia da ópera La villanella rapita de Bianchi em 25 de novembro de 1785.

 


Parentes e amigos

Index